Tecnologias Emergentes > Fusões e Aquisições

LogMeIn adquire startup israelense de IA Nanorep por cerca de US$ 45 milhões

Empresa pretende incrementar à recém-lançada plataforma Bold360 com a tecnologia de autoatendimento digital da fornecedora de soluções de autoatendimento digital, chatbot e assistente virtual

02 de Agosto de 2017 - 19h37

A LogMeIn, que fornece serviço de acesso remoto para conectar pessoas, anunciou a aquisição da Nanorep, fornecedora de soluções de autoatendimento digital, chatbot e assistente virtual. Com sede em Herzliya, Israel, a Nanorep explora tecnologias patenteadas de inteligência artificial e processamento de linguagem natural para criar soluções que tornam o autoatendimento mais interessante e intuitivo.  

A LogMeIn vai pagar aproximadamente US$ 45 milhões pela Nanorep. A empresa também deverá pagar até US$ 5 milhões em contingentes para determinados funcionários, mediante o cumprimento de objetivos e metas de retenção ao longo de dois anos após a conclusão da transação. 

Algumas das marcas mais confiáveis do mundo, entre elas Intuit, FedEx, Toys"R"Us e Vodafone, usam soluções da Nanorep em suas principais iniciativas de atendimento ao cliente. Dando seguimento ao recente lançamento da nova plataforma de engajamento inteligente de clientes, Bold360, a aquisição da Nanorep é mais um passo na missão da LogMeIn de dar às empresas a capacidade de envolver clientes de forma mais humana, personalizada e inteligente. 

"A inteligência artificial está mudando a maneira de interagir com nossas marcas favoritas e vai desempenhar um papel fundamental no futuro do engajamento de clientes", afirma Bill Wagner, CEO da LogMeIn. "Com a Nanorep, ganhamos tecnologias e conhecimento de IA que expandem nossa oferta do Bold360, aceleram nossa visão de engajamento de clientes e abrem um caminho natural para aproveitarmos tecnologias emergentes em todo nosso portfólio. Acreditamos na capacidade da tecnologia de revelar o potencial da força de trabalho moderna e, com as soluções da Nanorep, seremos capazes de ajudar nossos clientes a oferecer a próxima geração de serviços de atendimento humanizados e personalizados", ressalta o CEO. 

Atendendo à demanda crescente 

Com chatbots, agentes virtuais e inteligência artificial registrando uma rápida ascensão em casos de uso pessoais e de negócios, o uso e a adoção dessas tecnologias em serviços de atendimento ao cliente têm se aprofundado.

Um estudo recente do Gartner sugere que o percentual de experiências de atendimento ao cliente tratado por agentes conversacionais deve crescer de 3% neste ano para 30% em 2022.

Trabalhando com muitas das principais marcas do mundo, a Nanorep introduziu com sucesso a utilização de IA em muitos ambientes de engajamento com clientes em grande escala e ajudou a humanizar interações assistidas de forma virtual. 

"A LogMeIn e a Nanorep compartilham uma mesma visão para o futuro do engajamento de clientes, baseada em proporcionar experiências personalizadas e humanizadas que podem simultaneamente elevar o nível de satisfação dos clientes e reduzir custos", afirma Eli Campo, CEO da Nanorep. "Isso não é apenas um ajuste natural, mas uma conquista imediata para nossos respectivos clientes. Ao acrescentar nossa expertise em inteligência artificial à sólida proficiência da LogMeIn em engajamento e suporte de clientes, acreditamos que seremos capazes de criar ferramentas e soluções que as equipes de suporte desejam em seus atuais e futuros arsenais", finaliza. 

Mais Lidas

Nanorep e Bold360

A tecnologia da Nanorep foi desenvolvida para dar aos consumidores acesso à resolução rápida de problemas de forma inteligente, sem esforço e mais humanizada. A Nanorep vai complementar a recém-lançada plataforma Bold360 da LogMeIn, cuja função é tornar o atendimento digital mais inteligente, tanto como uma oferta independente ou adicionando recursos digitais de autoatendimento. As soluções da Nanorep também devem desempenhar um papel essencial ao ajudar a expandir a posição da LogMeIn no segmento de engajamento de clientes. 

Em 2016 a Nanorep foi indicada como uma das startups finalistas do UP Innovation Lab da Accenture, um programa de fomento de startups desenvolvido com a finalidade de aprimorar a competitividade da economia local por meio da inovação. A empresa também participou do desenvolvimento de uma solução para atendimento da Saint-Gobain, empresa de construção, na qual desenvolveu no projeto a busca do site com sistema de inteligência artificial. A parceria se deu com outras três startups para criação de uma nova plataforma para ajudar pessoas a encontrarem profissionais de construção para suas reformas, o Experiências.