Tecnologia > Hardware

Dell EMC inicia produção e venda de servidores PowerEdge 14G no Brasil

Os novos servidores foram criados para funcionar como a base para os data centers modernos, com ganhos de desempenho, gestão simplificada e segurança

13 de Julho de 2017 - 23h55

A Dell EMC anunciou nesta quinta-feira, 13, o início da produção e comercialização no Brasil da sua nova linha de servidores PowerEdge 14G voltada para empresas de todos os portes. Trata-se, segundo a fabricante, de uma plataforma de computação escalável, automatizada e segura para aplicações tradicionais e nativas de nuvem, usando a nova família de processadores Intel Xeon.

A Dell EMC diz que os novos servidores ajudam os clientes a, de forma eficiente, atender às demandas por transformação do negócio com capacidades de desempenho melhoradas para cargas de trabalho tradicional, virtualizadas ou nativas na nuvem em um data center definido por software.

“Com este lançamento, reforçamos nossa estratégia de oferecer a infraestrutura essencial para ajudar empresas, de todos os portes e perfis, a realizarem a transformação da TI e, com isso, atenderem às novas necessidades do negócio”, afirma Raymundo Peixoto, vice-presidente de Vendas de Soluções de Servidores e Networking da Dell EMC América Latina.

De acordo com a empresa, a nova linha de servidores PowerEdge, com processadores Intel Xeon, oferecem 27% mais núcleos de CPU, 50% mais largura de banda de memória e inclui modelos em rack e em blade. A nova família é composta por seis modelos, mas a Dell EMC vai produzir e comercializar apenas quatro deles no Brasil.

Os dois modelos considerados de entrada de linha são o PowerEdge R640, indicada para computação e armazenamento de data center em escala densa, e o PowerEdge R740, destinado a ambientes com alta demanda. Segundo a Dell EMC este último modelo possibilita até 50% mais usuários de VDI por servidor e 50% mais aceleração para lógica analítica Hadoop.

Já os dois modelos high-end são o PowerEdge R740XD e o PowerEdge R940. O primeiro é uma plataforma de alto desempenho de armazenamento e densidade para aplicações como storage definido por software, com a versatilidade exigida pelos prestadores de serviços na nuvem, usuários do Hadoop/big data e hospedagem compartilhada. O PowerEdge R940 é indicado para cargas de trabalho extremamente exigentes e de missão crítica, como ERP, comércio eletrônico e bancos de dados muito grandes.

Segundo Peixoto, os novos servidores são destinados para médias, grandes e até mesmo pequenas empresas, e o mercado alvo são instituições financeiras, operadoras de telecomunicações e provedores de serviços de nuvem. “O segmento de médias empresas é um mercado muito grande, com potencial de crescimento enorme.”

O executivo disse que o preço dos servidores começa em cerca de US$ 5 mil, dependendo da configuração, e pode chegar a milhares de dólares, conforme as especificações.