Tecnologia > Hardware

Atos lança primeiro supercomputador com chip ARM

Novo Bull Sequana X1310 chega após anos de desenvolvimento para garantir mais eficiência e desempenho em exa-escala

28 de Julho de 2017 - 14h27

A Atos, empresa francesa de serviços de TI, anunciou o lançamento do Bull Sequana X1310, primeiro supercomputador equipado com processadores da fabricante britânica de chips ARM. Esse novo modelo faz parte da linha de supercomputadores (HPC) Bull Sequana X1000, capaz de suportar futuras tecnologias em exa-escala, que possibilitam o processamento de um bilhão de bilhões de operações por segundo.

A placa Bull Sequana X1310 inclui três nós de computação, cada um equipado com dois processadores Cavium ThunderX2 de 64 bits, de última geração, baseados no conjunto de instruções ARM v8. O novo modelo estará disponível no segundo trimestre de 2018.

Em comunicado, a Atos diz que, com o consumo sempre crescente de energia e a geração de mais calor pelos data centers, é uma escolha lógica equipar servidores e supercomputadores com processadores ARM altamente eficientes, já que isso permite melhorar questões de desempenho, energia e custo.

A ARM lidera o mercado de chips para dispositivos móveis, com robusta participação no mercado de smartphones — mais de 90%. O uso da tecnologia ARM na computação de alto desempenho vem sendo estudado e é aguardado com ansiedade pela comunidade de HPC (computação de alta performance).

Agora, o ecossistema ARM atingiu a maturidade necessária para suportar configurações maiores. Com o lançamento recente, pela fabricante britânica, de suas CPUs de 64 bits energeticamente eficientes, voltadas a servidores, a supercomputação baseada em ARM está agora ao alcance do mercado.

Projeto Mont-Blanc

O primeiro protótipo desse tipo foi implantado há alguns anos no âmbito do chamado projeto Mont-Blanc, utilizando servidores Bull, e demonstrou a viabilidade de usar essa tecnologia em HPC.

A Atos está coordenando a terceira fase do projeto, que tem por objetivo definir a arquitetura de um nó de computação da classe Exascale baseado em ARM e apto a ser industrializado. Para suas pesquisas e avaliações, os parceiros do Mont-Blanc contarão com uma plataforma de testes desenvolvida pela Atos e utilizarão a arquitetura Bull Sequana X1000. A Atos integrará e industrializará essa plataforma em sua linha de produtos padrão, com o nome de Bull Sequana X1310.

“Os parceiros do Mont-Blanc receberam esse anúncio com grande prazer. Há muito tempo, estamos convencidos de que, devido à sua eficiência energética, os processadores ARM oferecem um enorme potencial à Computação de Alto Desempenho. Gostaríamos de fazer um agradecimento especial à Comissão Europeia por seu apoio ao longo de nosso projeto”, disse Etienne Walter, coordenador do projeto Mont-Blanc.

Mais Lidas

“Este projeto faz parte de nosso programa Exascale 2020, dentro do qual estamos desenvolvendo uma nova geração de supercomputadores. Diversas instituições e empresas privadas do mundo todo usam tecnologias Atos para acelerar a pesquisa e a inovação. A Atos concebeu o sistema Bull Sequana X1000 como uma plataforma aberta, a fim de oferecer aos usuários de HPC uma gama mais ampla de arquiteturas de computador para escolherem e a fim de dar suporte às futuras tecnologias de processadores que possibilitarão atingir o nível dos exaflops. Portanto, é um passo natural ampliar a linha com a inclusão de processadores ARM, juntamente com as CPUs, processadores centrais e coprocessadores existentes”, explicou Agnès Boudot, vice-presidente do grupo e diretora de HPC da Atos.

Participação brasileira

“Esse cluster de nova geração foi desenhado pela nossa equipe de R&D global, sendo que nosso núcleo de pesquisa e desenvolvimento (P&D) instalado em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, fez parte importante do projeto no que tange ao desenvolvimento de software desta inovadora arquitetura. É um orgulho poder colaborar, desde nossa região e com recursos locais, num projeto de tamanha envergadura” diz Luis Casuscelli, diretor de big data e security da Atos para América do Sul.